As Doenças dos Pulmões

As Doenças dos Pulmões

Causas broncopulmonares: O pulmão pode estar submetido a dupla agressão, agressão externa (aérea) e agressão interna (sanguínea). Quando respiramos, fazemos penetrar nos nossos pulmões o ar do local onde nos encontramos. Se este ar contém impurezas, estas também tomarão as vias dos brônquios e poderão alojar-se nos alvéolos. Estas impurezas são de todas as espécies: poeiras minerais ou vegetais, germes ou vírus, esporos de fungos, pólenes, gases, etc. Concebese depois, a infinidade de perturbações que estes elementos de origens tão diversas poderão desencadear nos pulmões. A sua agressão externa junta-se a agressão interna: os elementos responsáveis pelas doenças trazidos ao pulmão para ir buscar o seu oxigénio e se desembaraçar do anidrido carbónico. Orgão com grande poder de defesa – epuração pulmonar. É um belo exemplo de equilíbrio entre o organismo vivo e o seu meio ambiente. São estes processos biológicos que asseguram a existência do indivíduo, e portanto da vida.

Quais são os elementos desta agressão? Os micróbios e os vírus são responsáveis pelas doenças infecciosas: pneumonia, broncopneumonia, tuberculose. Cada agente infeccioso é capaz desencadear uma doença que terá as suas próprias características. Os esporos de fungos podem ser a causa de toda uma série de doenças chamadas micoses, umas frequentes, outras raras, e que podem ter uma distribuição geográfica particular. As poeiras vegetais desempenham um papel importante na origem das doenças alérgicas, febre dos fenos, asma. As poeiras minerais estão na base das doenças chamadas pneumoconioses, que resultam da retenção no tecido pulmonar das partículas inaladas. Algumas são benignas, outras podem ser graves como a silicose. Certos gases são tóxicos. Vários estão presentes na chamada poluição atmosférica. É o caso de gases que contém enxofre, azoto, cloro. Sabemos que o fumo do tabaco é particularmente perigoso, tanto pelos gases como pelas partículas em suspensão nestes gases. É em grande parte responsável pela bronquite crónica e pela forma mais frequente do cancro do pulmão. Existem, enfim, substâncias tóxicas, sobretudo de utilização industrial, até mesmo medicamentos que, sendo digeridos pelo tubo digestivo, são capazes de criar uma doença ao nível do pulmão. Encontram-se nesta categoria tanto gases como herbicidas, medicamentos anticancerígenos, desifectantes,. Esta lista poderia alongar-se. Só é evocada para mostrar a diversidade das causas de doenças pulmonares, e portanto também a diversidade de aspectos que estas doenças podem tomar.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:ARNOULD, Edouard – As doenças dos pulmões; Publicações Europa América, Coleção Saúde, Edição nº 41 207/3307*79584*

Neste último mês passamos a contar com a colaboração de novos terapeutas em zonas/distritos do país onde ainda não estavamos presentes. Agora também já nos pode encontrar em: Estarreja; Rio Maior; Cascais/Estoril; Laranjeiro; Moradas completas no nosso blog e brevemente no nosso site. 10 Distritos – 12 Terapeutas – mais junto de si, obrigado por confiar em nós.

www.terlaser.com